P>

domingo, junho 30, 2013

Eu vou abrir minhas asas e aprender a voar


Todo mês de julho é assim: eu sinto saudade das férias escolares, quando meu irmão e eu morávamos numa cidade mais fria, e montávamos uma cabaninha na sala para brincar e ler gibis. Depois, nas férias escolares da adolescência e nas férias da faculdade, eu aproveitava para ficar morgando no sofá, enrolada no cobertor. Bons tempos...
Mas eu tinha que virar gente grande. Agora, julho é o mês que eu passo praticamente inteiro como chefe substituta, então, adeus morgação no sofá e filmes bobos na Sessão da Tarde.
Por falar em virar adulta, neste mês eu faço 23 anos, ou isto de trás pra frente, porque a ordem dos tratores não altera o viaduto cof cof. A música que escolhi para este momento único, literalmente, é Breakaway, da Kelly Clarkson (adolescência é um estado de espírito) e as dolls são nerds, porque nerds somos nozes.

 photo 19_zpsc93fad46.gif

Marcadores:

Postado por Josei e Kami Sal às 9:45 PM


|

sexta-feira, junho 28, 2013

Enfrentando um dragão por dia


Photobucket Comecei a semana virada do avesso de cólica; teve greve de ônibus; encontrei todos os exus possíveis; levei esporro do meu pai, sem motivo, logo de manhã; minha encomenda fica passeando pela cidade todos os dias e nunca é entregue; tive uma discussão surreal com a minha mãe por causa de compra de fogão e geladeira; agora, estou com sintoma de ansiedade. Tá bom ou quer mais? Como meu irmão levou a maracujina embora (porque era dele), vou postar para ver se melhoro.
Photobucket Eu vou e volto do trabalho à pé, todos os dias. Na ida, eu faço trajeto bairro-centro e, na volta, óbvio, sentido centro-bairro. Todos os dias, quando estou indo, vejo o trânsito congestionado no sentido bairro-centro, o que faz sentido, já que a maioria dos locais de trabalho ficam no centro ou na Asa Única, caso em que as pessoas têm que atravessar o centro, se saírem do meu bairro. O que eu não entendo é que, quando volto para casa, horário em que a maioria das pessoas também sai do trabalho, o congestionamento também é no sentido bairro-centro. Isto me deixa muito intrigada...
Photobucket Dia de Santo Antônio passou, achei uma medalhinha folheada a ouro no meu bolo. No dia seguinte, estou esperando o ônibus e quem surge? Rachid. Ainda mais abusado. Chegou querendo dar beijinho no rosto. Gente, se vocês soubessem como eu odeio gente estranha encostando em mim... Dei um passo enorme para trás. Ele chegava perto e eu andando de costas pela calçada. Meu ônibus chegou logo, mas ele também entrou. Sentei num banco escondido, coloquei os fones e fiquei de cabeça baixa. Cheguei ao trabalho e falei que precisava não de uma medalhinha de Santo Antônio, mas de uma medalhinha de São Jorge, para me livrar dos dragões.
Photobucket Por falar em dragões, assisti o filme "Quero matar meu chefe", um dia em que a operadora de TV a cabo ficou boazinha e liberou os Telecines e HBOs para os reles mortais. Logo no começo do filme, um incauto funcionário está levando um esporro daqueles porque chegou 2 minutos atrasado. E ele era um funcionário que sempre chegava mais cedo e não reclamava de ficar um pouco mais. Eis que eu me recordo de um fato de quase 4 anos atrás (agora já passou bastante tempo, eu já posso contar e até rir do ocorrido): cheguei ao Aquária adiantada, como fazia todos os dias, e sentei no refeitório para tomar um cafezinho e conversar com Chefe 1. Quando vimos, já eram 8h. Subimos para a sala e chegamos às 8:02, ou seja, 2 minutos atrasados. Levamos um esporro homérico de Chefe 3, junto com meus outros colegas, que chegaram ainda mais atrasados, e ela ainda informou o superior dela sobre isto. Na hora, eu fui para a copinha para tomar água lentamente e me acalmar, antes que eu perdesse a boa de vez e pedisse exoneração. Mais tarde, o esporro virou a piada do Aquária, porque todo mundo ficou sabendo e achou a reação de Chefe 3 desproporcional. Enfim, quando eu assisti a cena no filme, na hora eu me identifiquei.

 photo bosque.png

Marcadores: , , , , , , , , ,

Postado por Josei e Kami Sal às 8:26 PM


|

sexta-feira, junho 21, 2013

Embora eu não durma há dois dias porque uma nostalgia fria me arrepia até os ossos


Hoje é uma data terrivel para o Lanterna Verde: o dia da noite mais longa. Também conhecido como Solsticio de Inverno ocorre quando o Sol atinge a maior distância angular em relação ao plano que passa pela linha do equador e marca o inicio do nosso inverno.
Na China é chamado de dong zhi e é festejada como a passagem de ano. Os povos da Europa pré-cristã tinham grande ligação com esta data. Segundo alguns, monumentos como Stonehenge eram construídos de forma a estarem orientados para o pôr do sol do solstício de inverno e nascer do sol no solstício de verão.
Também é o dia de inauguração do template de inverno do MB. E aqui está, sem mais enrolação (até porque, acho que não tem como eu enrolar mais do isso). Divirtam-se e bebam muito chá e chocolate quente!!!

 photo Com-Noite-Mais-Longa-do-Ano1_zps5cd492e6.jpg

Marcadores: ,

Postado por Josei e Kami Sal às 8:07 PM


|

Sexta de livros
Vozes na minha cabeça dizem: "Atire no maldito!"


Na sexta de livros de hoje, teremos o thriller Herdeiro da Escuridão, escrito por Paul Cleave.
No livro acompanhamos Edward Hunter. Quando tinha nove anos, ele se tornou uma espécie de celebridade instantanea porque sua foto saiu em todos os jornais e foi mostrada em vários programas de televisão. Ele era o garotinho chorando no colo do serial killer sendo preso. Vinte anos depois, algumas pessoas ainda o reconhecem na rua e esperam o momento em que Edward vai começar a matar todos a sua volta.
O adulto Edward Hunter, para decepção de todos, é um respeitavel contador, casado com uma mulher pela qual é apaixonado e pai de uma menina adoravel. Uma vida Hello Kitty! A vida de Edward está tão perfeita que ele está até pensando em comprar uma nova casa. Certo dia, ele e sua esposa almoçam juntos e vão ao banco para tentar o emprestimo para a compra da nova casa. E então, háo assalto a banco. Edward Hunter, sendo um cara super legal, salva a vida de uma pessoa e, em troca, assiste a sua esposa sendo brutalmente assassinada. E é aí que a vida perfeita e pacifica de Edward Hunter muda radicalmente.

 photo HERDEIRO_DA_ESCURIDAO_1313021417P1_zpsfc8bfcf0.jpg

Marcadores:

Postado por Josei e Kami Sal às 8:30 AM


|

sexta-feira, junho 14, 2013

O apartamento que era tão pequeno não acaba mais


Photobucket Sentiram falta do meu lado Josei-mimimi-a-vida-não-presta? Acho que não, mas ele voltou e ele é como aquela visita inconveniente: chega sem mais nem menos, entra sem ser convidado e ainda vai botando os pés na mesinha de centro. Porque minha vida não seria minha vida se eu não reclamasse.
Photobucket Depois dos momento belezura da reforma, escolher coisas bonitas, cores e ver tudo bonitinho, vem o lado bucha: limpar a sujeira que sobrou da coisa toda. Meu piso tem baixo relevo e o rejunte grudou nele. Cada fim de semana é uma tentativa nova e emocionante de tirar aquela porcaria de lá. No sábado passado, eu limpei com palito e escova de dentes, peça por peça de piso. Notaram meu desespero? Acabei desistindo depois limpar o quarto maior e de metade do corredor. Ainda assim, estou com dor nos joelhos até hoje, por ter ficado sentada o dia todo no chão. Ah, respondendo à pergunta da mdom, o Amor é na sala, não no quarto. O quarto é Chuva de Ametistas.
Photobucket Tem também os prestadores de serviço. Meu medo era do azulejista ficar dando palpite na obra e não fazer tudo como eu queria. Felizmente, ele seguiu minhas instruções à risca. Problema mesmo foi o chaveiro. Eu queria instalar duas trancas na porta. Ele falou que não, porque ninguém faz isto. Só tenho 2 observações a respeito: 1)já vi muitos apartamentos com 2 trancas. 2)o apartamento é meu, quem estava pagando o serviço era eu e se eu quisesse 10 trancas, 20 trancas, 80 trancas na porta, ele tinha que por, simples assim. No fim, acabei contratando outro que fez o serviço como eu queria. (*mimimi Josei sinhazinha, classe média sofre*).
Photobucket Mas nem todos os problemas do mundo são reforma, ou reforma acabaria e viveríamos no mundo perfeito. Tem o meu ímã de exu, também. Estava eu indo esperar o ônibus para ir trabalhar depois do almoço, quando avisto um senhor de mais de 65 anos, com cabelos e bigode tingidos de preto graúna no ponto de ônibus. Logo me veio à cabeça o nome Rachid, porque sou destas que dão nome a desconhecidos. Pessoinha antissocial que sou, parei a alguns metros de distância. Não teve jeito: ele veio falar comigo. Não sei se eu fiquei mais enjoada pelo perfume ou pela conversa dele. Começou a perguntar sobre mim e eu dava respostas bem evasivas, me convidou para tomar cerveja e eu disse que não bebo cerveja. O sujeito ainda me olhava de cima a baixo com cara de "quero te comer". Gente, eu tava de calça jeans e um blusão de moletom, não tinha nem como dizer que era culpa da minha roupa provocante!!! Aí, ele falou que não ia pegar ônibus X, porque dava muitas voltas. Respirei aliviada, porque era justamente o ônibus que eu ia pegar. Ônibus X chega, eu vou entrar nele e Rachid diz que também vai pegar este ônibus. No auge do desespero, eu digo "mas o outro ônibus já vai passar, ele é bem rapidinho!!!" Não teve jeito, Rachid pegou o mesmo ônibus que eu, mas entrou por outra porta. Eu entrei, fiquei perto da catraca, coloquei fones de ouvido e fiquei olhando com cara de peixe para a janela. Acho que aí Rachid entendeu que eu não queria papo. Perspicaz, não?
Photobucket Sozinho: adj (só+z+inho) 1 Absolutamente só; abandonado. 2 Único.. Comecei o parágrafo com esta definição do dicionário Michaelis, porque parece que as pessoas não sabem o que a palavra "sozinho" e sua flexão no feminino, "sozinha", significam. Primeiro, foi minha viagem sozinha, que especularam que era uma viagem com meu amante secreto. Agora, porque eu vou morar sozinha, já estão inventando que eu só posso estar fazendo isto porque estou namorando alguém e ele vai morar comigo/fazer do meu apartamento o lugar do nossos encontros tórridos. Acho que isto é tudo culpa da máquina de lavar. Se as pessoas precisassem lavar roupas à mão, não teriam tempo de cuidar da minha vida.

 photo f0fglf.jpg

Marcadores: , , , , , ,

Postado por Josei e Kami Sal às 1:27 PM


|

sexta-feira, junho 07, 2013

Sexta de livros
Então, sinceridade enche seus pensamentos sempre vazios

 photo mini304.gif Como sempre diz o dr. House, todo mundo mente. Um jornalista alemão decidiu, então, passar todo o período da quaresma sendo sincero e registrar a experiência. Assim nasceu o livro "Sincero", de Jürgen Schmieder.
 photo mini304.gif Primeiramente, ele diferencia "sinceridade" de "verdade". Nem toda sinceridade é uma verdade, por exemplo, quando xingamos alguém, estamos sendo sinceros, porque realmente pensamos aquilo da pessoa. Mas pode não ser uma verdade, porque ela pode não ser aquilo que pensamos dela. Deu para entender? Dito isto, ele fala sobre a sinceridade na literatura, filosofia, religião e tudo mais, entremeado com os relatos do seu período sincero.
 photo mini304.gif Claro que, como qualquer pessoa acostumada a mentiras cotidianas, no começo ele erra a mão e acaba ofendendo as pessoas. E isto, claro [2], traz consequências, como um soco na costela e ter que dormir no sofá. Depois, ele vai pegando o jeito e percebe que ser sincero não é só apontar defeitos.
 photo mini304.gif E nesta caminhada pelos 40 dias de sinceridade, ele é sincero na declaração de imposto (gente, só eu achava que não mentir na declaração de imposto era o comportamento padrão?), no pôquer, com os amigos, com estranhos, com a família e com ele mesmo.
 photo mini304.gif Eu esperava um pouco mais de relato, mas as reflexões dele também são boas. E o parágrafo inicial do livro é uma das melhores coisas dele. Vejam só: "Eu deveria chamá-la de puta sem vergonha? De piranha descarada? Ou vaca idiota era suficiente?" Não é um fofo este moço?

 photo img_26902_sincero.jpg

Marcadores:

Postado por Josei e Kami Sal às 6:57 PM


|

quinta-feira, junho 06, 2013

Dizem que se deve ter cuidado com pessoas como eu

Se você parar para pensar, vai perceber que a vida é uma droga por causa de pressões e problemas que realmente não importam. Mesquinharias sem sentido que nos obrigamos a tolerar para manter aparencias com as quais, na verdade, bem lá no fundo do grande poço que somos e escondemos nossa verdade, não nos importamos nem uma bolinha de pó. Algumas pessoas acham que atrapalhando os outros, serão melhores, mais importantes. Besteira. Quanto mais tentamos diminuir os outros, mais infimos ficamos e maior a conta que teremos de pagar mais adiante. Porque feliz e infelizmente, o universo sempre cobra seu preço e paga suas contas.
Então vamos ao que é realmente importante na vida: gatos! Apesar de quando ganhei minha primeira gata, ter mandado castra-la para não ficar com a casa cheia de gatos e virar a velha louca dos gatos, o número de gatos na minha humilde residencia continua aumentando. Final do ano passado, apareceu o Probleminha. Gatinho fofo, fofo, fofo. Em janeiro, em meio a enxurrada, surgiu uma bolinha de pêlos branquinha e molhada. O plano era cuidar dela alguns dias e depois coloca-la para adoção. Já fazem 5 meses que a Yoda está em casa e, agora, já faz parte da família. Estou um gato mais proximo de ser a velha louca dos gatos.
Enquanto isso, estou novamente e de novo pensando em assassinato. O problema do assassinato é que é ilegal e pecado em quase todos os paises e religiões. Sinceramente, acho que seria melhor se as pessoas percebecem que não estão agradando e se recolhessem a sua insignificancia, de preferencia bem, mas bem longe de mim. Sinceramente, estou cansando de ser boazinha. As pessoas não sabem como eu sou quando quero ser má. Não darei treguas aquela tonta da Maria do Bairro!!!
E nesse periodo coisas ruins, mas que não são culpa de ninguém também aconteceram. Minha cachorrinha desmiolada nos deixou e foi para o Alaska. Mas pra não dizer que a vida é só tristeza, Mamãe ganhou uma nova cachorrinha do veterinário.
E para terminar, mais um emocionante dialogo em família: Mama-san: "Ele mora do lado da igreja que não funciona."
Stafora: "O que é isso? Você vai na igreja, reza e Deus não te ouve?"

 photo the_weirdest_things_happen_on_anime_shows_640_high_04_zps7fc79d75.jpg


Pois é, né?

Mokona-sama: Obrigada. Acho que estavamos comprando passagem para o Stafora no dia... Viu como o livro é previsivel.

Stafora-ni: Obrigada.

Marcadores: , , , ,

Postado por Josei e Kami Sal às 7:07 PM


|

segunda-feira, junho 03, 2013

Porque eu cometerei o mesmo erro outra vez


E adivinha quem esqueceu de trocar a midi e as dolls? Mas dessa vez eu tenho defesa: passei todo o feriado prolongado adoentada. Ah, vocês podem ser bonzinhos e dar um desconto para uma pobre blogueira convalescente, né?
As dollzinhas, confirmando meus piores medos sobre fazer o sinal dos super gêmeos, se transformaram: Josei se tornou uma nekomimi e eu, água. Na midi, meu desabafo "Same Mistake", do James Blunt, já que eu sempre esqueço de trocar as dolls e midi no dia certo (o mesmo erro de novo).
Divirtam-se nas festas juninas, apesar desse ser um mês triste sem feriados...

 photo cca40e0808213696189f054e7eac86e01319639171_full1_zps4cb4b4a7.jpg

Marcadores:

Postado por Josei e Kami Sal às 7:28 PM


|

sábado, junho 01, 2013

Se eu pudesse, ao menos te contar o que se enxerga lá do alto


Photobucket Depois de fazer uma pós e passar 1 ano reclamando de perder meus sábados, e de fazer outra pós e passar mais 1 ano reclamando de perder meus sábados e de ter que acordar cedo, eu resolvi fazer uma disciplina na pós. Só uma. Só um mês e ainda sem compromisso nenhum. Aliás, nem um mês foi, porque no dia da primeira aula eu estava viajando. Eu achei interessante o conteúdo, mas a professora seguia uma abordagem de psico bem diferente do que eu acredito, aí eu ficava com arrepios. Nos dois últimos sábados, eu fugi mais cedo por causa da Reforma.
Photobucket Sim, Reforma assim, com letra maiúscula, porque ela parece um mecha de 3m, tipo o Sistema, de que todos falam na faculdade, e que comanda a sociedade. Nada é culpa das pessoas, é tudo culpa do Sistema, este mecha malvado. Assim como na minha vida, atualmente, é tudo em função da Reforma.
Photobucket Então, esta é mais uma edição do meu "diário cimentício". Como eu contei no post anterior, enquanto eu viajava, os pisos, revestimentos e gabinetes foram colocados, e as 2 pias foram trocadas (só porque eu sou frescurenta e quis pias diferentes das que vieram no apê). No sábado passado, fugi da aula e passei o dia todo no apartamento, com meus pais e meus tios. Meu tio instalou o lustre da sala, os plafóns e os porta-coisas do banheiro. Enquanto isto, eu limpei a faixa da cozinha, as pastilhas do banheiro, os parapeitos e , pasmem, passei massa corrida onde o pedreiro teve que quebrar. Se um dia eu sair do Teto Convexo, já posso ter uma nova profissão. Ah, é, ninguém acreditou que eu conseguiria, porque assim é a minha vida, mas até que ficou bem feitinho.
Photobucket No dia seguinte, fui comprar mais coisas que estavam faltando e escolhi as tintas. Eu fico vermelha só de lembrar da breguice dos nomes das tintas. Uma das que eu escolhi se chama (*vergonha, vergonha*) Amor. Aí, pessoas vão me visitar, perguntam qual é tinta e eu, "ah, é o Amor". E brota Zezé di Camargo no meio da minha sala e começa a cantar. Imagina? Eu não podia ter gostado de uma cor com um nome mais malvado, não? Ou um nome mais comum, como eu o chamei, "Vermelho Vermelho"?
Photobucket Passei meus 2 dias de feriado prolongado no apartamento, com meus pais e tios, pintando. Houve um pequeno contratempo: quando passaram o Branco Gelo na parede, ele ficou parecendo Cinza Depressão, então eu tive que trocar a tinta. Troquei pelo Palha, que deu uma cara muito mais "solar" para o apartamento. Eu fiquei responsável por colocar fita crepe para proteger os batentes e rodapé, lixar a massa corrida, e pintar perto do rodapé, das janelas, das portas e do teto. Muito emocionante subir numa escada ao lado de uma janela aberta no terceiro andar. Meu cerebrinho ficou tocando, em loop "make my way back home and learn to fly" e o trechinho de "A Montanha" que eu usei como título deste post.

 photo paintergirl.jpg

Marcadores: , , ,

Postado por Josei e Kami Sal às 12:39 PM


|

[ As Bizarras ]



Photobucket























PhotobucketPhotobucket

[ Estamos... ]

The current mood of mundobizarro at www.imood.com

[ Já passou... ]

Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010
Junho 2010
Julho 2010
Agosto 2010
Setembro 2010
Outubro 2010
Novembro 2010
Dezembro 2010
Janeiro 2011
Fevereiro 2011
Março 2011
Abril 2011
Maio 2011
Junho 2011
Julho 2011
Agosto 2011
Setembro 2011
Outubro 2011
Novembro 2011
Dezembro 2011
Janeiro 2012
Fevereiro 2012
Março 2012
Abril 2012
Maio 2012
Junho 2012
Julho 2012
Agosto 2012
Setembro 2012
Outubro 2012
Novembro 2012
Dezembro 2012
Janeiro 2013
Fevereiro 2013
Março 2013
Abril 2013
Maio 2013
Junho 2013
Julho 2013
Agosto 2013
Setembro 2013
Outubro 2013
Novembro 2013
Dezembro 2013
Janeiro 2014
Fevereiro 2014
Março 2014
Abril 2014
Maio 2014
Junho 2014
Julho 2014
Agosto 2014
Setembro 2014
Outubro 2014
Novembro 2014
Janeiro 2015
Fevereiro 2015
Abril 2015
Junho 2015
Setembro 2015
Outubro 2015
Dezembro 2015
Janeiro 2016
Agosto 2016

[ Em uma linha ]

Photobucket Photobucket

[ Musica ]

Photobucket
Blip Josei

Photobucket
Blip Kami Sal

[ Blogs favoritos ]

Muito Macho
Baiacus Cantores de Piraporinha
Encontre o peixe
Sentimentos Verdadeiros
Um Mundo Sem Noção
ISAC
Leis de Murphy
Ninguém lê esta porcaria
BHQ+
Orijinaru
Sorvete Napolitano
**Luty Kitty** Nyu!!
Tipo assim...
Miss Mymi
Frivolidades e Inutilidades
Coma Com Os Olhos
Gatos na Cozinha
Ponto de Fuga
Não bata no gatinho
Satisfeita Yolanda
Sócia da Light
Menina não pode
Receita Perfeita
Pitadinha
Gavilan

[ Flogs favoritos ]

Mundo Bizarro - o flog.
Picolé Napolitano
Flog da Luty
Toscosplay
Deviant Art
Mafia
Baby Mel
Pet Club

[ Sites ]

Mundo Bizarro no Orkut
SOS Anime
Sonando com KareKano
Shampoo.art.br
Henshin
Tomobiki-cho, The Urusei Yatsura Web Site
Friends the Stuff you've never seen
Central de Mangás
Um sábado qualquer
Lady's Comics
Manga Dream
Tsumi
Redisu
Anime Kawaii
Hinata Sou
Anime House
Anime Extremist
Shoujo House
Kawaii Screen
Neopets
AMV.org
Gendou
O Jovem Nerd
Nigthtsy
Anime Lyrics
LiveJournal Furuba
FanFiction.Net
FF-SOL
Click Jogos
Anime Blade
Anime Pró

Snoopy
Madame Malkins

Eu sou blogólatra!








[ Marcadores ]

"real e o sobrenatural"
acidente tosco
animais
anime
aniversário
apartamento
artesanato
banco
barata
biscuit
bizarrice
bizarrice IVCH
blogueira desaparecida
bonita história triste
campus reserva ecologica
Caramelo
Carnaval
carro
celular
Charlie Brown
churrasco
chuva
chácara
cinema
coisas que não entendo
comemoração
computador
culinária
desabafo
dialogo em família
dialogo
diálogo em família
divagações
doente
emo
especial de aniversário
estágio
faculdade
família
feriado
festa
flog
formatura
frase da semana
férias
gata
Gata-Vaquinha
gatos
gente chata
greve
hidroginástica
horário de verão
inseto
insonia
IVCH
jornalismo Mundo Bizarro
kit
Lady Murphy
lagartixa
leseira
livros
lost
Mamãe-Gata
mangás
máquinas
mimimi
música
nada
Natal
nerdice
neura
ônibus
Otaku Fest
outono
paranóia
pesadelo
pessoas estranhas
ponto de ônibus
presente
Quem procura acha aqui - ou não
reflexões inúteis
sonho
shopping
Sorveteria
SOS Anime
susto
televisão
template
teste
trabalho
trauma de infância
tristeza
vaidade
vergonha alheia
viagem

[ Campanhas ]

Adotar é tudo de bom

[ Midi ]

Você está ouvindo

I'll be there for you

[ ... ]



eXTReMe Tracker

Template by Kami Sal
Todos os direitos
reservados

Free Avatars
Free Avatars
Free Avatars
Free Avatars
Free Avatars
Photobucket
Blinkie Maker
Make your own Blinkie

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket